Fonte,R7
Adélio Bispo está preso em Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul Reprodução / Youtube

Laudos médicos apontam que o pedreiro Adélio Bispo de Oliveira, agressor confesso pelo ataque a faca ao presidente Jair Bolsonaro (PSL), sofre de problemas mentais. Especialistas em direito criminal explicam que, caso o diagnóstico seja aceito pela Justiça, o esfaqueador pode ser levado para cumprir as sansções legais em um hospital psiquiátrico.

Para casos como este, o Judiciário pode considerar o investigado como inimputável. Na prática, isso significa que o réu não tem consciência sobre suas ações e, por isso, não pode ser condenado. Contudo, o processo corre normalmente e, se for comprovada a culpa, o suspeito é levado para um centro de internação.

Continua depois da publicidade

Laudos médicos apontam que o pedreiro Adélio Bispo de Oliveira, agressor confesso pelo ataque a faca ao presidente Jair Bolsonaro (PSL), sofre de problemas mentais. Especialistas em direito criminal explicam que, caso o diagnóstico seja aceito pela Justiça, o esfaqueador pode ser levado para cumprir as sansções legais em um hospital psiquiátrico.

Para casos como este, o Judiciário pode considerar o investigado como inimputável. Na prática, isso significa que o réu não tem consciência sobre suas ações e, por isso, não pode ser condenado. Contudo, o processo corre normalmente e, se for comprovada a culpa, o suspeito é levado para um centro de internação.

Continua depois da publicidade

Também sem pegar como exemplo o ataque ao presidente, Hermes Guerrero, advogado e diretor da Faculdade de Direito da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), explica que o réu considerado inimputável deve ser levado para uma clínica psiquiátrica para se tratar e só deixará o centro de internação após ser comprovada melhora no quadro.

O especislita também ressalta que a avaliação da sanidade é baseada em laudos feitos por peritos forenses e que a decisão de aceitar ou não cabe ao juiz.

— Não adianta a pessoa tentar bater no juiz para mostrar que é doida. Os laudos clínicos vão atestar o verdadeiro estado dela.

Continua depois da publicidade

De acordo com a Justiça Federal, responsável pelo caso do atentado contra Bolsonaro, os exames realizados em Adélio Bispo estão sendo analisados pela Vara de Juiz de Fora, a 283 km de Belo Horizonte, onde ocorreu o crime no dia sete de setembro do ano passado.

O laudo está sob sigilo, por isso o órgão não informou todo o teor da avaliação. Mas fontes do R7 ligadas à investigação confirmaram os resultados indicando prolemas psiquiátricos. O processo está suspenso até que seja concluída a análise.

A reportagem tentou contato com a Zanone de Oliveira, advogado de Bispo, mas não teve retorno.

DEIXE UMA RESPOSTA

O Canaã Notícias agradece se você deixar o seu comentário.
Ops! Faltou o seu nome!